Cadastrão bancário

Como de costume, a grande mídia brasileira não noticia uma das maiores violações da privacidade bancária no Brasil: o Cadastro de Clientes do Sistema Financeiro Nacional (CCS). O CCS foi criado pela Lei 10.701/2003, que inseriu o art. 10-A na Lei 9.613/1998; o artigo, criação do desgoverno Lula, tem o seguinte texto: "O Banco Central manterá registro centralizado formando o cadastro geral de correntistas e clientes de instituições financeiras, bem como de seus procuradores." Para implantação deste sistema de violação de privacidade, o governo gastou, do nosso dinheiro, R$ 20 milhões para implantar o Hal, o "carinhoso" apelido da geringonça anti-privacidade.

Agora, as instituições bancárias terão que alimentar o tal de Hal, sob pena de sanção administrativa. A reportagem não fala nada sobre os riscos à privacidade que tal sistema, por si só, coloca mas o interessante é a fala da sra. Claudia van Heesewijk, que diz que "[o] CCS significa um grande avanço em termos de agilidade nas investigações e de resguardo à privacidade dos clientes”. Bom, somente para van Heesewijk é que a centralização de dados de propriedade de contas bancárias em um cadastro estatal é um avanço no resguardo à privacidade dos clientes. Só que o mais peculiar desta citação é o fato da mesma ser um texto virtualmente idêntico numa página do Banco Central: "o Cadastro significa um grande avanço em termos de agilidade nas investigações e de resguardo à privacidade dos clientes do SFN."

A lógica de tal cadastro não faz sentido, uma vez que outros elementos da investigação podem determinar de forma precisa onde tal pessoa investigada mantém contas bancárias. Tal cadastro é totalmente ineficiente contra contas no exterior, já que hoje em dia dá para se viver confortavelmente em qualquer país do mundo com o grosso (ou total) das movimentações financeiras num outro país. E também não há a menor menção no fato de poder haver uma quebra do sistema, o que exporia todas as contas e seus proprietários. Ou então nossos inteligentes e bem pagos burocratas não conseguem conceber a idéia de hackers querendo invadir uma das jóias da coroa dos dados pessoais.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como clonar digitais

Digitais falsas

E continua a disCUssão® sobre o Cadastro Único, agora com o nome de Registro Civil Nacional