Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2012

Identificação de torcedores causa filas em SP

O Folha de S. Paulo de hoje reporta que os torcedores paulistas estão entrando atrasados, ou até mesmo perdendo, em jogos de futebol graças a Lei 14590/2011 de Enio Tatto (SP). Como diz Nelson Lacerda, presidente do Comercial: Estamos tendo muita reclamação, xingamento, confusão antes do jogo. Essa lei trouxe transtorno. Foi feita por quem não entende de futebol e em cima da hora.

Dados de alunos da Unisinos vazam

Noticia-se hoje o vazamento de dados pessoais de alunos da Universidade do Vale dos Sinos (Unisinos), em São Leopoldo. Cerca de 800 alunos receberam informações como os números no CPF e RG, nome e data de nascimento de todos os alunos matriculados na dita universidade. O funcionário que mandou os dados erroneamente já foi demitido.
Mas como é Brasil, a Unisinos não precisa se preocupar em criar sistemas mais eficientes de controle de informação já que a possibilidade da universidade ser processada é minima.

@DepRaulCarrion quer o uso de propiska no Rio Grande do Sul

Após o fracasso da sua tentativa de controlar a forma que as pessoas podem se expressar no Rio Grande do Sul, o deputado estudual Raul Carrion (PCdoB-RS) quer controlar as movimentações de ônibus dos gaúchos com o PL 421/2011, ao exigir que o nome do passageiro seja impresso no bilhete de ônibus, algo do tipo propiska (caro sr. Carrion, eu só usei um estrangeirismo porque... eu uso e pronto!). Não que Carrion esteja sozinho; juntam-se a ele nesta sanha pelo fim da privacidade de ir e vir o deputado estadual Gilberto Capoani (PMDB) (PL 91/2009), que recebeu parecer contrário na CCJ, e do agora deputado federal Giovani Cherini (PDT) com o PL 183/2008, que felizmente já foi arquivado.
Desnecessário relembrar que o órgão que seria responsável pela fiscalização da identificação, o Daer, proposta por Carrion et allidiz que nem as rodoviárias ou as empresas de ônibus tem condições de fazer tal fiscalização.