Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2010

Época sempre se supera #revistaepoca #cartaonacionaldasaude #sus

Em 5 de fevereiro de 2009, eu bloguei sobre o sermão religioso, quero dizer, reportagem da revista Época, em que o autor, anônimo na reportagem, tece inúmeras loas ao CU - Cadastro Único. Bem, aquilo mais parecia um press release do Ministério da Justiça conjugado com sermão da Seita do Identitismo.
Hoje, almoçando, vim a calhar de ler a edição 624 desta mesma revista. Esta edição tem uma reportagem com o nome "O Cartão que virou cartolina" sobre o fracasso do Cartão Nacional de Saúde, uma tentativa do governo federal de acabar com a privacidade dos usuários do SUS. A reportagem começa com as metas mirabolantes do sistema cujo cartão: [D]aria acesso em tempo real a informações sobre o atendimento prestado a cada paciente desde o nascimento. Teria registros de consultas, exames e da medicação prescrita durante toda a vida.Como diz a reportagem sobre o fim do sistema: Ambiciosa para seu tempo, a ideia se mostrou cara e inviável diante de obstáculos impostos por diferenças reg…

Cuzetes terão sua chance

As Cuzetes, apelido carinhoso para as pessoas que apoiam a medonha Lei 9.454/1997 (a lei do CU - Cadastro Único), poderão ser cobaias em Alagoas, Bahia, Distrito Federal, Maranhão, Rio de Janeiro e Santa Catarina (SC também teve o desprazer de ser cobaia das urnas eletrônicas e das urnas biométricas) do projeto-piloto do RIC, apelido informal do CU. Considerando que a implantação do CU já foi prometida para muito antes e sempre foi postergada, e desta vez estamos falando ainda dum projeto-piloto, vamos esperar para ver em dezembro.
Enquanto isso, o Estado de S. Paulo, talvez o único jornal brasileiro com uma política editorial decente sobre privacidade, traz a opinião do dr. Marcel Leonardi (segue-o no Twitter @MarcelLeonardi) critiicando o fato do CU centralizar todas as informações da pessoa num local. Como tu sabes, eu, além dos problemas da centralização, tenho uma divergência filosófica profunda e irreconciliável com a ideia do governo identificar as pessoas. Explico-me: quando o …

#Petrobras acessa ficha criminal de possíveis empregados

A Petrobras, a quem eu chamo de Petrossauro Rex, estaria envolvida num escândalo com a Polícia Civil de São Paulo, onde policiais teriam vasculhado informações criminais de candidatos a emprego na dita empresa. De acordo com a reportagem, 40 mil pessoas teriam sua vida criminal vasculhada num período de 10 anos por requisição da Petrobras. A reportagem diz que os policiais envolvidos teriam recebido brindes pelos serviços. A Secretaria de Segurança Pública de SP soltou esta nota, cujo trecho coloco abaixo, que contradiz o que a Petrobras alega: As polícias civil e militar fazem consultas ao B.O. criminal sempre que necessário para investigação ou para o policiamento preventivo. Não são permitidas consultas para particulares – sejam pessoas físicas ou jurídicasA Petrossauro Rex diz que isto é "prática corrente no meio corporativo e faz parte da sua política empresarial de segurança", muito embora isto dificilmente pode ser lido como "necessário para investigação ou par…

Consultas Integradas é violado novamente

Em 28 de dezembro de 2007, eu postei sobre o uso indevido do Sistema de Consultas Integradas. Para quem não conhece, o Consultas Integradas é uma ferramenta de acesso a banco de dados de identificação, antecedentes e justiça criminal no Rio Grande do Sul. Agora, o mesmo sistema volta às páginas dos jornais devido ao acesso indevido aos dados pessoais disponibilizados pelo Consultas Integradas.
Embora a notícia tenha saído em Zero Hora, o repórter, Daniel Scola, é da Rádio Gaucha. Scola reporta que  o sargento da Brigada Militar César Rodrigues foi preso por suspeita de extorsão. Agora, como ele conseguia dados para isso? Alguém disse Consultas Integradas? Alguém acertou!
Rodrigues não apenas teria acessado dados de suas alegadas vítimas mas como teria acessado de outras pessoas: Na manhã desta segunda-feira, o promotor Amílcar Macedo, responsável pela investigação da ação do policial, informou que o servidor da Casa Militar também pesquisava informações sobre filhos de deputados estaduai…

Está no ar o capítulo 546.858 da novela “Venda de Dados Pessoais em CDs”

Como já foi noticiado neste blog aqui e aqui, a venda de dados pessoais sensíveis que o governo deveria manter sob sigilo em CDs é uma infeliz tradição no Brasil. Hoje, O Globo noticia que um repórter seu comprou, na rua Santa Ifigênia em São Paulo capital, por R$ 200 dois CDs com dados sigilosos de aposentados da Previdência Social e com dados de proprietários de veículos de todo o país. O vendendor também disse ser possível conseguir listagem de clientes do Itaú Unibanco. Por sua vez, o Ministério da Previdência Social diz que entre janeiro e setembro de 2009, cerca de mil aposentados tiveram seus dados usados irregularmente para empréstimos consignados.