Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2008

Careca e Internet: combinação perigosa!

Deixar carecas mexerem com a Internet no Brasil não é boa coisa; o exemplo máximo disto é o detestável lugar-tenente da censura chinesa, Eduardo Azeredo (PSDB-MG). Agora, outro careca resolve dar uma de Censor de Shanghai, Demóstenes Torres (DEM-GO) - sim, o dito cujo é do meu partido.

Torres, que é relator da CPI da Pe(i)dofilia, uma comissão cuja real intenção é censurar a Internet escudando-se na proteção aos menores (sabendo-se que a pedofilia não é a principal chaga criminal no Brasil, ameaçou pedir o fechamento do Google no Brasil. Além de esdrúxula e totalitária, a idéia de Torres é uma indigiência mental tão grande que não passa de uma cópia da idéia do Senador Malta (PR-ES), presidente da tal CPI.

Não sou médico nem tampouco estudo o funcionamento do corpo humano. Entretanto, estou começando a acreditar que a falta de cabelos pode expor o cérebro humano (ou qualquer coisa que habite o crânio) a algum tipo de interferência externa danificadora da capacidade de raciocínio. Alguém…

Internet no Brasil com um tom olimpicamente chinês

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), numa atitude sorrateira e ordinária típica do depravadíssimo e ilegalíssimo regime ditatorial chinês, aprovou o substitutivo da figurinha mais odiada por este blog, Eduardo Azeredo (PSDB-MG) aos PLC 89/03, PLS 76/00 e PLS 137/00.
Para demonstrar meu "amor", que chegará ao máximo quando este for encontrar seu chefe no Inferno, crio a campanha benemerente:

Projetos de lei de controle da Internet na Câmara

Aqui está uma pesquisa abrangente dos projetos de lei na Câmara dos Deputados que pretendem restringir o acesso livre à Internet no Brasil. Os projetos estão separados por ano.
2009 PL 5298/2009 de Jefferson Alves de CAMPOS (PTB-SP) Dispõe sobre a identificação dos usuários dos serviços de correio eletrônico. PL 5185/2009 de Fábio Salustiano Mesquita de FARIA (PMN-RN) Estabelece a obrigatoriedade de cadastramento e de identificação eletrônica para fins de acesso à rede mundial de computadores, e de manutenção dos dados informáticos pelo período de 2 (dois) anos para fins de investigação criminal ou instrução de processo processual penal. 2008 PL 4424/2008 de Nelson Goetten de LIMA (PR-SC) Dispõe sobre o Estatuto da Internet no Brasil. PL 3446/2008 de Bernado Ramos ARISTON (PMDB-RJ): Modifica a Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990, que "dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências", obrigando os locais que ofereçam acesso à Internet a cadastrar os…

Ressucitando a imbecilidade autoritária

Numa claríssima demonstração de deboche e desrespeito à privacidade e ao dinheiro do contribuinte brasileiro, a Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputadosresolve instalar a Subcomissão Especial do Registro de Identidade Civil, para analisar a ultrajante Lei 9.454, que cria o "número único de Registro de Identidade Civil".

Erro de um, pagamento de todos

O Folha de S.Paulo traz hoje uma reportagem sobre um erro num grampo telefônico que custou a prisão de um inocente. Como diz a reportagem:
Sua prisão, como a Justiça reconheceu no final de 2007, foi um erro -um dos mais clamorosos em operações da PF no país.Hugo Sterman Filho foi confundido com outro Hugo na Operação Anaconda em 2003. Sterman ficou preso por 11 dias até que o erro pudesse ter sido. Em 2007, graças a competência da Polícia Federal, o contribuinte teve que pagar uma indenização de R$ 550 mil. E como disse José Carlos Cosenzo, Presidente da Associação Nacional dos Membros do MP, na CPI das Escutas Telefônicas Clandestinas:
A outra colaboração que nós poderíamos dar e aqui, vendo o jornalista Fausto Macedo, e foi com base até numa reportagem de jornal que ele fez no Estadão, é que nós verificamos que, no ano de 2007, foram realizadas 409 mil interceptações, 409 mil interceptações autorizadas pela Justiça no ano de 2007. Portanto, ainda que se não acompanhasse a crítica inci…

Câmeras: inúteis contra o crime - Parte 1

Hoje, Zero Horareporta que o Instituto de Educação será cercado, algo que eu chamo de crime arquitetônico. Mas o curioso da reportagem é que mesmo tendo câmeras de vigilância, o vandalismo não diminuiu: Na madrugada de ontem, os vidros da porta principal foram quebrados. Dessa vez, nem mesmo o monitoramento por câmeras, que funciona desde maio do ano passado, coibiu a ação.