Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2013

Vitória em Vitória da Conquista

Uniformes com chip de RFID são abandonados. Folha de S. Pauloreporta que a cidade de Vitória da Conquista, BA está abandonando o projeto de controle de frequência usando chips de RFID embutido nos uniformes escolares das crianças do ensino público municipal daquela cidade. Como diz a reportagem: O projeto, contudo, patinou deste o início: pais receberam mensagens com horas de atraso ou até "alarmes falsos", chips se descosturaram das camisetas e houve atrasos na entrega dos uniformes. E como diz a prefeitura: A Prefeitura de Vitória da Conquista afirmou que a experiência com chip nos uniformes reduziu a evasão escolar de 11% em 2011 (quando não existia o programa) para 9% em 2012. Enfim, um projeto altamente invasivo com resultados patéticos. O desastre é tamanho é que nem sequer é possível encontrar o termo "rfid" no site da prefeitura de Vitória da Conquista. Enquanto desperdiçava-se milhares de reais nisto, o Ideb do ensino público fundamental ficava abaixo…

Folha de S. Paulo faz, digamos, reportagem sobre o Registro de Identidade Civil

Digo isto pois a reportagem é um ode ao Registro de Identidade Civil, ao estilo daquele testemunho de fé, quero dizer, reportagem da revista Época. O blablablá desta reportagem da Folha de S. Paulo é que o repórter conseguiu tirar nove documentos de identidade em vários estados do Brasil (lembrando que isto é perfeitamente legal, uma vez que a jurisdição de documentos de identidade é estadual). Agora vem um trecho daqueles de dar cefaleia aguda no cristão: Ter um RG em cada Estado é possível porque a emissão dos documentos é estadual, e os institutos de identificação não trocam informações.

Previsto em lei desde 1997 para corrigir essa falha, um cadastro nacional de identidades, que deveria armazenar eletronicamente dados de todas as pessoas, nunca saiu do papel, embora tenha sido anunciado pelo ex-presidente Lula em dezembro de 2010. (grifo meu) Sim, a criatura fala em falha! Não é uma falha do sistema, pois nunca existiu sistema centralizado, existem 27 sistemas independentes de ide…

Certificado digital para identificação de pessoas em Taiwan é violado

Bruce Schneier bloga que um grupo de pesquisadores conseguiu uma falha no Certificado Digital do Cidadão de Taiwan que permite a quebra da criptografia embarcada em tal certificado. O dito certificado serve para que os taiwaneses identifiquem-se na Internet (lembrando que o atual presidente do ITI defende igual absurdo).

O Nota Fiscal Gaúcha cresce como rabo de cavalo em Caxias do Sul

O Pioneiro traz uma reportagem sobre as "dificuldades" que os caxienses "enfrentam" com relação ao Nota Fiscal Gaúcha. Em nenhum momento a reportagem diz que participar do NFG é opcional, muito pelo contrário, a reportagem diz como legenda duma foto "[n]a Livraria Rossi, cada terminal tem cartaz alertando sobre a Nota Fiscal Gaúcha, para lembrar consumidor de inserir o documento no cupom, atendendo legislação do RS". O único problema, sra. Castro, é que as pessoas podem optar ou não por "inserir o documento (sic)" na nota fiscal. Aí, a sra. Castro entrevista o sr. Crivelaro, delegado adjunto da 3ª Delegacia da Receita Estadual: Casos de clientes que recusam o procedimento quando são consultados são comuns. O desconhecimento do programa é uma das razões. Mas há outra: o cliente acredita que, conforme o volume de consumo, poderá se comprometer com a Receita Federal.

– Colocar o CPF na nota facilita o fisco gaúcho a fiscalizar as empresas que …

Reconhecimento facial falha em 20% dos casos. Adivinha onde esta tecnologia será testada?

No Brasil! O EPIC entrou com uma ação judicial contra o FBI demandando que este birô traga a público informações sobre o programa "Next Generation Identification", que de acordo com a dita instituição será o futuro da identificação de seres humanos nos EUA. Num dos documentos liberados pelo FBI, o FBI diz que a taxa de erro não deverá ser superior a 20% para reconhecimento facial.
A despeito de todos os problemas com a questão de falsos-positivos e falsos-negativos inerentes a qualquer sistema biométrico, além de questões sobre a privacidade das pessoas, o Brasil que usar esta tecnologia na Copa do Mundo de 2014, outra inutilidade. Pretende-se utilizar câmeras fixas, como o teste de Parintins, e câmeras móveis.
Até o presente momento, Santa Dilma, Padroeira do Privassidade, não se manifestou... Ou seja lá que pessoa, cujos rendimentos provêm do erário federal, escreve no @dilmabr.