Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2009

Meu Deus! Deve estar nevando em Manaus

Márcio Schusterschitz da Silva Araújo é um procurador federal lotado na notória Procuradoria da República em São Paulo (ver Suiama e outros) e estou a centenas de trilhões de quilômetros de distância de considerar seu trabalho bom (basta ver a ridícula ação que Araújo move para impedir os fast foods de darem brinquedinhos junto com os lanches). Bom, agora, talvez para se redimir do McDonaldsagte, Araújo resolve processar a União Federal (2009.61.00.007033-0) para impedir a saída de carros com os rastreadores antifurto que são obrigatórios com a Resolução 245 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).
E o mais impressionante disto tudo é que a inicial de Araújo é muito boa. Quero dizer, se alguém me perguntasse se ele seria capaz de escrever aquilo, eu diria não gritando de forma histérica.
Espero que a Justiça Federal de SP faça sua parte.

Uma boa notícia sobre o CU

Zero Hora reporta hoje que o TSEainda continua com seus delírios de urnas biométricas, oficialmente urnas burrométricas. Interessante é o último parágrafo da reportagem:O presidente do TSE afirmou que o documento deverá ser elaborado sob supervisão da Polícia Federal (PF), por meio de um convênio, já que a PF vem trabalhando em um projeto para a criação do registro único. Mas ainda não há definição de prazos nem de cronograma para colocá-lo em prática. Para algo que já deveria ter começado...

Objeção a carteirinha do torcedor cresce

A dita "carteira do torcedor", mais uma inutilidade copyright Desgoverno Lula, encontra a oposição do Clube dos 13. E falando de opiniões especializadas no esporte, achei duas que cito abaixo:

- Carlet, Vianey. "Carteira de torcedor: é gostar de rasgar dinheiro":
Lembram do kit primeiros socorros, inventado pelo governo brasileiro no século passado? Milhões de proprietários de veículos adquiriram o tal kit para, em seguida, a obrigatoriedade ser revogada. Os brasileiros perderam dinheiro, mas a empresa que forneceu o desnecessário equipamento engordou a sua conta bancária.

Agora, o governo quer impor o cadastramento de todos os torcedores do país que passariam a portar uma carteirinha. Todos os estádios brasileiros, claro, teriam que ser dotados de catracas eletrônicos. O governo se encarregaria de fornecer mais de 100 milhões de credenciais e as caras catracas. Uma montanha de dinheiro público queimado inutilmente. O presidente do Clube dos 13, Fábio Koff, falando em…

Um editorial e um artigo contra o cadastro de torcedores

O meu último post foi sobre a ridícula idéia de criar um cadastro de torcedores de futebol. Hoje, Folha de S. Pauloeditorializa contra o tal cadastro:
Todos fichados

QUANDO CARTOLAS e autoridades se reúnem para promover uma Copa do Mundo no Brasil, ao cidadão, em especial na condição de contribuinte, é recomendável dose extra de desconfiança. A ideia agora é implantar um cadastro nacional de torcedores, que seria condição necessária para ter acesso aos estádios de futebol.

Boas intenções, como sempre, não faltam. O propalado objetivo da medida é ampliar a segurança nas partidas de futebol. De posse de um cartão magnético contendo suas digitais, só torcedor "ficha-limpa" seria admitido depois da checagem numa catraca ultratecnológica; quem deve à Justiça seria barrado.

Ao que consta, contudo, poucos se puseram a verificar se, para atingir a pacificação nos estádios, é mesmo necessária tamanha elucubração cibernética. De saída, o método escolhido pelos dirigentes inverte a lógi…

Uma má e uma boa notícia

A má notícia primeiro. O Folha de S. Paulonoticia hoje que amanhã será assinado um "Termo de Cooperação" entre a CBF, o inútil Conselho Nacional de Justiça, os Ministérios do Esporte e da Justiça e o Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União (quando que os promotores da vida não estão envolvidos?) para a criação de um sistema de cadastramento de torcedores com a coleta de impressões digitais para jogos da 1ª e 2ª divisão do Campeonato Brasileiro em estádios maiores do que 10 mil lugares. De acordo com a reportagem, atualmente o Internacional faz um cadastro de seus torcedores e visitantes. Considerando o fracasso do Projeto Presença, não levo muita fé no sucesso disto.
A boa notíca. O meu amado Tribunal Constitucional alemão (já disse que quero ser enterrado nos jardins dessa maravilha de Karlsruhe) proibiu (2 BvC 3/07 vom 3.3.2009)o uso de urnas eletrônicas nas eleições nacionais daquele país.

Aprende a fazer uma reportagem!

Ontem, o Jornal Hoje da TV Globo mostrou uma reportagem intitulada "Câmeras de vigilância ajudam a polícia reduzir a violência". O título da reportagem induz o leitor a pensar que as câmeras de vigilância previnem o acontecimento de crimes mas o primeiro exemplo citado desmente a tese furada das camerazetes:

Era um dia movimentado em um posto de combustíveis de Guarulhos, na Grande São Paulo, até um carro vermelho parar perto das bombas.

Um homem desceu armado e foi pra cima do segurança, que acabou sendo morto com cinco tiros. A imagem captada pelas câmeras de segurança é a única pista que a polícia tem sobre o assassino. Ou seja, o fato de ter câmeras de vigilância no posto de combustíveis não impediu o homícidio do segurança, não cumprindo sua função de "reduzir a violência" a não ser, claro, que redução de violência seja exibição de morte em rede nacional de televisão. Depois, a reportagem cita o caso de Praia Grande, SP:
Praia Grande, no litoral é a cidade paulis…