O CUsto - Parte 2 (eu acho)

O Ministério da Justiça respondeu a um pedido de informação sobre os custos do CU, o Cadastro Único, que o desgoverno Dilma Ruimseff insiste em chamar de "Registro de Identidade Civil". A resposta ao pedido fala em um "processo de revisão desde março de 2012". Traduzindo: eles não têm a menor ideia de quando eles introduzirão o CU para a população, algo que foi confirmado na famosa resposta ao meu esquecido e-mail sobre o CU.

Aí, eles me mandam a última estimativa sobre o CUsto. Na estimativa do diretor do Instituto Nacional de Identificação, sr. Araújo, o custo de emissão de 150 milhões de CUs entre 2010 e 2019 seria de USD 827.624.440,00; antes de mais nada que como o projeto não tem prazo para ficar pronto, esta estimativa já é ultrapassada, e segundo, considerando que a moeda nacional é o real por que diabos o governo brasileiro cota esta coisa em dólares do EUA? Agora, analisemos o número em si. A análise custo fala em um número de R$ 11,22 per capita. Pois bem, as estimativas de 2011 do próprio governo falam em R$ 40,00, e a própria resposta ao pedido fala num contrato com a Casa da Moeda em R$ 45,00 per capita, e isso apenas a impressão e personalização do dito cartão. Considerando que o Rio Grande do Sul cobra R$ 45,50 pela segunda via duma carteira de identidade, é bem provável que este número venha passar tranquilo de R$ 50,00 per capita. O novo Personalausweis alemão custa 28,80 euros (R$ 71,64). A Identitätskarte suíça custa 70,00 francos suíços (R$ 144,98). O Personalausweis austríaco custa 61,50 euros (R$ 152,98). Daí se tem uma base real de custos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como clonar digitais

Digitais falsas

E continua a disCUssão® sobre o Cadastro Único, agora com o nome de Registro Civil Nacional