Texanos lutam contra a chipagem RFID de alunos

Enquanto que no Brasil, a chipagem de alunos ocorre livremente sem nenhum obstáculo, no Texas, a brincadeira não é bem assim. A Escola de Ensino Médio John Jay de Engenharia e Ciências em San Antonio  começou a exigir que seus alunos usassem um crachá com um chip RFID. Pois uma das alunas, Andrea Hernandez, recusou-se a utilizar tais crachás invocando motivos religiosos. A escola suspendeu a aluna. Os pais de Hernandez resolveram processar a escola e conseguiram uma liminar bloqueando tal suspensão.

No Brasil, tal absurdo é comemorado. Nos EUA, os pais defendem a privacidade dos seus filhos. E ainda tem gente que se pergunta como os EUA são 1º Mundo e o Brasil, 3º.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como clonar digitais

Digitais falsas

E continua a disCUssão® sobre o Cadastro Único, agora com o nome de Registro Civil Nacional