Estripulias da burrocracia

Zero Hora reporta hoje que "[f]alha em sistema de identificação 'mutila'" o braço direito de um jovem de 19 anos de Gravataí. A "mutilação" ocorreu quando Alessandro Pinto Roberto pediu uma segunda via de carteira de identidade no Tudo Fácil de Porto Alegre. Ali, um incompetente burrocrata colocou no sistema que Roberto não tinha o braço direito, ao invés, de dizer que ele teria uma tatuagem no braço direito.

Mais medonha, foi a reação da Brigada Militar, nas palavras de Roberto:

Fui levado para o batalhão e tive de chamar meus pais, irmãos, colegas de trabalho e até meu chefe. Disseram que, se eu não conseguisse rovar minha identidade, poderiam me mandar para o Presídio Central.
Embora, não se saiba exatamente que tipo de crime em flagrante ou mandado judicial corroborasse tamanho abuso de autoridade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como clonar digitais

Digitais falsas

E continua a disCUssão® sobre o Cadastro Único, agora com o nome de Registro Civil Nacional