Pular para o conteúdo principal

Municipalidades no Reino Unido acusadas de espionarem a vida sexual dos munícipes

O Daily Telegraph reporta que os governos locais no Reino Unido estão espionando a vida sexual dos residentes para averiguar se tais são casados, para fins de créditos tributários para pessoas que moram sozinhas. Em Rotherham, o governo local espiona os carros para ver se eles "residem" na mesma casa. Em Thurrock in Essex, os beneficiários de tal crédito precisam assinar uma autorização permitindo o governo a entrar na casa para fins de inspeção.

O Departamento de Comunidades e Governança Local (DCLG) disse que o Partido Conservador, autor da denúncia, está tentando criar medo e que os governos locais têm o direito de invadir a privacidade alheia.

Comentários

Anônimo disse…
Cadastros pessoais à venda
Publicado em 27.08.2008
www.jc.com.br

Irmãos foram presos e confessaram ter comprado CD contendo nomes e números de CPF e identidade de 300 mil servidores públicos, para clonar cartões

A Polícia Civil prendeu, na manhã de ontem, no bairro de Vila Rica, Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, os irmãos Josiel Francisco de Souza, 36 anos, e Maria Jobebe de Souza, 49. Os dois, autuados em flagrante por estelionato, admitiram ter comprado mais de 300 mil dados cadastrais com informações de servidores públicos municipais, estaduais e federais com o objetivo de clonar cartões de crédito, solicitar linhas telefônicas em nome de laranjas e conseguir empréstimos consignados. Na lista, havia até dados pessoais de desembargadores, juízes e policiais. A Delegacia de Repressão ao Estelionato, responsável pela prisão, ainda não conseguiu saber o tamanho do golpe. Revelou apenas que o prejuízo do Unibanco, que teve mais de 100 cartões de crédito clonados, ultrapassa os R$ 150 mil.

De acordo com informações policiais, a investigação teve início em abril após o banco ter prestado uma queixa. Só ontem, o mandado de busca e apreensão na casa dos dois irmãos foi cumprido. Lá, os policiais apreenderam 46 cartões de crédito, um computador, vários contratos assinados e já preenchidos para realização de empréstimos e um CD com dados pessoais. Em depoimento prestado na Delegacia de Repressão ao Narcotráfico, a dupla informou que comprou os dados na Praça da Independência, no Centro do Recife. Outra maneira de conseguir nomes completos, endereço, telefone, CPF e número de identidade era abordando pessoas mais humildes no meio da rua.

“Eles abordavam as pessoas e ofereciam entre R$ 20 e R$ 30 por informações pessoais. De posse desses dados, ligavam para as operadoras de cartão de crédito e solicitavam o cartão. Após um tempo, o pedido chegava à residência da dupla de estelionatários”, explicou o Erivaldo Guerra.

Os agentes da Polícia Civil descobriram contas de celular superiores a R$ 1,5 mil. “Apreendemos várias contas em nomes de pessoas muito humildes que não tinham condições nenhuma de pagar este valor. Na verdade, eles são apenas laranjas”, afirmou um agente.

A Polícia Civil preferiu não detalhar as informações apreendidas para não atrapalhar o processo investigativo. Informações extra-oficiais dão conta de que uma quadrilha vende os dados cadastrais em pontos de grande movimento na cidade.

A intenção é tentar desmontar toda a organização criminosa. Os policiais ainda não sabem se há ligação entre os dois irmãos presos e a quadrilha responsável pela distribuição das informações cadastrais. Na tarde de ontem, Josiel Francisco foi encaminhado ao Cotel, em Abreu e Lima, no Grande Recife, e Maria Jobebe à Colônia Penal feminina do Recife, no Engenho do Meio.

Postagens mais visitadas deste blog

Como clonar digitais

Recordar é viver. Em 18 de abril de 2008, eu mostrei como clonar impressões digitais, usando materiais extremamente sofisticados como cola de madeira, SuperBonder, câmera fotográfica papel de slide e impressora a laser (tipo de coisa que só gente com muito dinheiro e contatos conseegue ter). Como o link anterior quebrou, resolvi republicar esta matéria. Alguém por favor mande isto para o sr. Ricardo Lewandowski!

Para quem ainda tem alguma ponta de confiança na biometria, traduzo um guia prático de como fazer impressões digitais de outros para ti.
Como falsificar digitais?
Starbug no Chaos Computer Club

Para falsificar uma impressão digital é necessário uma primeiro. Digitais latentes nada mais são do que gordura e suor em objetos tocados. Desta forma, para capturar a impressão digital de alguém (neste caso, a que tu queres copiar), deve-se utilizar métodos forenses, o que será explicado aqui. (Foto 1)


Foto 1: Resíduo gorduroso duma digital

Boas fontes de impressões digitais são vidros…

Justiça Federal de São Paulo franqueia livre acesso a dados cadastrais de clientes da Claro

Depois daquela infame decisão do STF dizendo que a Receita Federal não precisa de autorização judicial para acessar dados bancários, não estou falando de dados cadastrais mas sim das movimentações, a garantia constitucional à privacidade e intimidade foi declarada inconstitucional. Tendo em vista isso, a Justiça Federal de São Paulo garantiu livre acesso aos dados cadastrais dos clientes da Claro sem precisar de ordem judicial, bastando unica e exclusivamente a vontade de delegados de polícia e de promotores.
Tudo começou quando o delegado de Polícia Federal de Sorocaba, SP requisitou a Claro a informação cadastral de dois chips numerados em 8950 53269 00157 80714 AACOO3 HLR69 e 89550 53168 00247 83503 AAC003 HLR68, com o aviso óbvio sobre a possível ocorrência de crime de desobediência. A Claro, por sua vez, respondeu: A impetrante aduz que as provas pretendidas pela autoridade impetrada dependem de competente ordem judicial, em virtude de tais dados cadastrais estarem abarcados por…

ATUALIZADO EM 17 DE OUTUBRO - Eleições e biometria. Um desastre com o dedo do TSE

ATUALIZAÇÃO NO DIA 17 DE OUTUBRO

O TSE sustou a resolução do TRE-RJ pedindo a volta das urnas eletrônicas convencionais em Niterói, após o desastre da identificação biométrica dos eleitores naquela cidade. O desastre biométrico foi tamanho que 12,44% (quando o padrão para esta feitiçaria da segurança é de 8%) dos eleitores de Niterói não foram identificados pela leitura de suas impressões digitais e isto após terem oito, eu disse oito, dedos escaneados pela maquininha! E se isto não bastasse, temos mais uma declaração absurda do presidente do TSE, o sr. Toffoli: É necessário – e faço o registro em nome da Corte Eleitoral – pedido de escusas aos eleitores que tiveram alguma dificuldade no dia da votação no município de Niterói. Mas, por outro lado, não se pode simplesmente fazer, como algumas declarações veiculadas pela imprensa, a crítica ao sistema da biometria (itálico meu)É por essas e outras que digo que a questão das urnas eletrônicas é uma questão de fé. Um ministro do Supremo Tri…